20/01/2014

Derrota para os Pats, e fim da temporada

Perdemos para os Patriots por 43 x 22, dando um fim a esta temporada.

O jogo foi horrível, tanto ataque quanto defesa jogaram muito mal novamente. Fomos dominados pelo adversário

O ataque começou o jogo com uma interceptação, tomamos um TD e depois corremos atrás do placar o jogo inteiro. Em nenhum momento tivemos chances de vencer o jogo, foram 4 turnovers. Conseguimos um milagre semana passada, dessa vez não deu. De positivo tivemos Brazill e Hilton. Luck foi o pior do ataque, 4 interceptações

Pep Hamilton: não gostei das chamas. Nos últimos jogos vinha melhorando, parecia que tinha entendido que não adiantava tentar “forçar” o jogo corrido, mas novamente forçou corridas de mais, e em momentos que não devia. EX: 1ª pro gol na linha de 4yds, ideal sair de shotgun, ou tentar um play-action, mas não, tentamos duas corridas seguidas com Brown e Richardson, ambas sem sucesso. 3ªpro gol na linha de 3yds. Tínhamos que sair da shotgun, mas não, saímos de I formation, para depois tentar “surpreender” a defesa e lançar para Fleener que estava bem aberto no mano a mano. Se quer tentar esse passe, sai do shotgun, ai Luck lança a bola bem posicionado, dois pés plantados no chão, e não girando como aconteceu, obvio que foi passe incompleto, e chutamos um FG. Em NE, não podemos chegar na cara do gol e sair  com FG.

Pagano: faltava 11min no relógio, perdendo por 21 pontos, 4ª para 1yd. Fomos para o punt. Jogo perdido, precisávamos de um milagre. Tem que arriscar, isso aconteceu varias vezes na temporada e sempre fomos conservadores e sempre perdemos o jogo. Ontem Seattle arriscou, SF e NE tb, na semana passada Saints e Charges tentaram onside kick, ambos tiveram sucesso. E nós nunca arriscamos nada, nem quando o jogo já esta perdido...

Defesa: Pra mim o grande culpado da derrota foi o ataque. Com 4 Turnovers fica complicado pra defesa. Não que ela tenha jogado bem, longe disto, mas NE teve 13 campanhas ofensiva, e apenas em 5 conseguiu mais de 18yds. Nossa defesa conseguiu 5 – 3 and out. então, pelo menos pra mim, ela produziu muito mais do que o ataque. O terrível da defesa, foi que não fomos dominados por Brady, alias ele mal lançou a bola, pois não precisou. Fomos atropelados pelo fraco jogo corrido do adversário (a imprensa disse que eles melhoraram o jogo corrido no fim da temporada. Contra os Bills é fácil.)

Com o fim da temporada, começaram as críticas. Desta vez, principalmente a Grigson.
Não concordo com praticamente nenhuma. Em primeiro lugar, temos que lembrar que ainda somos um time em construção. E ela esta acontecendo bem rápido. Alguns times ficam anos para se reestruturar e ter um time competitivo (Dolphins, SF, etc.), nós já conseguimos em 2, muito do mérito é de Grigson. Importante perceber também, que evoluímos muito da ultima temporada pra essa. Não podemos analisar a temporada levando em conta só o jogo contra os Pats. Na temporada passada éramos um time muito fraco e cheio de limitações, fomos aos playoffs devido a termos uma divisão fraca, e uma tabela fácil. Enfrentamos 2 times que foram aos playoffs pelo que me lembre. Este ano enfrentamos 6 times que foram a pós-temporada, e vencemos a grande maioria deles. Vencemos os melhores da NFL (Denver, Seattle, SF). Não a duvidas que subimos de nível.

Sobre as contratações, como eu disse acima, éramos fracos ano passado, então novamente fizemos muitas contratações. O draft realmente não deu muito resultado, mas os Free Agents ajudaram bastante. A. Franklin, RJF, E. Walden, Havili, Cherilus. Podemos considerar horrível a contratação de DHB, mas contrato de uma temporada, não deu muito prejuízo. E tivemos duas “decepções”, T. Richardson e L. Landry. Fácil criticar agora, mas não ouvi ninguém falar nada quando chegaram, alias só comemoraram. Landry já mostrou na liga que é um excelente jogador, acredito que pode voltar a jogar em alto nível. E Richardson é um excelente RB, com certeza ainda vai ser uma peça fundamental no time.
Essa off-season precisaremos de contratações mais pontuais, prioridade para mim seria RG, C, CB.
Temos muitos jogadores no time que são Free Agent, alguns deles acredito que não devem renovar, então também precisaremos contratar outras posições (ex: ILB - Angerer).
Com uma boa off-season, quem sabe não chegamos ao SB na próxima temporada.

Dica de filme:
The Express (No limite - A história de Ernie Davis).
Baseado em uma história real, acompanha a trajetória de Ernie Davis, um RB que quebrou barreiras raciais nos anos 60. Ele foi o primeiro atleta negro a receber o Troféu Heisman.

06/01/2014

VITÓRIA PRA ENTRAR PRA HISTÓRIA




Em um jogo emocionante, vencemos novamente os Chiefs, agora nos playoffs.

Conseguimos a segunda maior virada da historia da NFL, após estar perdendo por 28 pontos, conseguimos reverter o placar de maneira quase inacreditável.

Queria ter postado um pré jogo, porem não consegui pois estava sem internet, e na verdade foi até melhor, pois tudo que eu previa deu errado.

Esperava-se que a grande ameaça do adversário seria Jamaal Charles, ele era responsável por praticamente tudo que KC produziu na temporada, mais jardas tanto de passe quanto de corrida. Logo no primeiro drive, ele saiu de campo machucado. Parecia que nossa defesa tomaria conta do jogo e com isso a vitoria viria fácil. Não foi o que aconteceu, acabamos sendo dominados pelo ataque dos Chiefs, dominados por um QB mediano (fico até com medo do que Brady pode fazer com nossa secundaria). Eles pontuaram em todas as campanhas do primeiro tempo. Impossível vencer um jogo de playoffs desde jeito.

A secundária foi terrível o primeiro tempo inteiro, G. Toler o pior novamente, foi queimado duas vezes, depois da segunda saiu de campo machucado, mas pra mim foi o famoso migué. Mesmo se a lesão for verdadeira, não foi por isso que ele foi queimado. Ele cometeu o mesmo erro de diversos jogos na temporada, ele tenta adivinhar a rota do recebedor. Era uma 3ª pra 10, ele achou que o recebedor cortaria para o meio, e esperou parado na linha de 10 yds, Avery não parou, quando Toler percebeu, ele já tinha conseguido uma separação de pelo menos 10 yds do CB. Bethea também podia estar na cobertura no lance, mas não estava, mais um cobrindo um passe curto de 10 yds. Achei que a defesa teve chamadas horríveis no primeiro tempo e Manusky pra mim, escapou da demissão com essa virada. Foram muitos jogadores na linha de scrimmage tentando uma blitz ou pressão ao QB, pressão que não chegava até ele. Nossa secundaria que já é ruim, ficava mais vulnerável ainda sem jogadores pra cobertura, sempre tinha algum WR sozinho . E Alex Smith é um jogador com uma boa mobilidade! Quando passávamos pela OL, ele escapava da pressão e novamente achava alguém completamente livre.  

A defesa no segundo tempo mudou da água para o vinho, como sempre os ajustes no vestiário foram perfeitos. KC conseguia apenas FGs, o que nos permitiu voltar ao jogo.

O ataque até que foi bem no primeiro tempo, mas foram muitos turnovers. Richardson coitado, vinha tendo uma evolução no time, ganhando confiança, ai na primeira carregada na vida dele nos playoffs, fumble! depois preferiram deixa-lo de fora do resto do jogo, não carregou nenhuma bola, só participou bloqueando. Decisão correta, pressão muito grande no #34, melhor não arriscar. Acredito que contra os Pats ele deve participar mais novamente. D. Brown foi muito bem no jogo, 102 yds combinadas e 2 TDs. Hilton teve 13 recepçoes para 224yds e 2 TDS, partida fantástica do #13. Mesmo com 4 turnovers, conseguimos sair com a vitória em uma virada histórica.

OL- não sei por que Pagano insiste em Satele e McGlynn, são horríveis, quando não jogaram por lesão a OL sempre melhorava, Satele até que jogou melhor, mas McGlynn não continua mal.

LUCK – deixei para falar do nosso QB no final. Que partida! Pra mim a melhor dele com o Colts, não só por suas habilidades técnicas ou físicas, mas principalmente pela sua personalidade! Mostrou hoje que realmente é clutch! Não que haviam duvidas que ele é espetacular, mas ontem tinha tudo para ser um dos seus piores dias em IND, começou com 3 INT (2 foi culpa exclusivamente dele, a outra pode ser dividida com Hilton). Derrota certa, imprensa o chamando de pipoqueiro no dia seguinte e tudo mais. Já vimos esse filme antes. Em nenhum momento se mostrou nervoso, em nenhum momento perdeu a confiança, muito pelo contrario, parecia que nada tinha acontecido! De forma espetacular, guiou o time a essa virada. Foram 5 TDs no segundo tempo. Terminou com 29/45, 443yds, 4 TDs (e mais um de um fumble recuperado), 3 INT.

Semana que vem enfrentamos os Pats em Boston, 23h. Acredito muito em uma vitória, porém precisamos saber qual defesa entrará em campo, a do primeiro ou segundo tempo?


23/12/2013

VITORIA SOBRE OS CHIEFS



Finalmente uma grande vitória sobre um grande time.

Desde a vitória sobre os broncos, estávamos a muito tempo sem vencer um grande jogo. Levamos algumas lavadas e vencíamos apenas adversários mais fracos. Nas ultimas rodadas evoluímos muito, e hoje passamos por um difícil teste. Vencemos os Chiefs fora de casa, por 23 a 7, em um dos nossos melhores jogos na temporada. O principal motivo dessa evolução, pra mim é a melhora da OL, nas ultimas rodadas ela vem jogando bem, não só protegendo Luck, mas também abrindo alguns espaços para o jogo corrido. Mérito para Chuck que fez as mudanças necessárias, verdade que algumas foram por motivo de lesão, mas o importante que ele fez as escolhas certas e trouxe mais segurança na unidade.

Hoje todos os nossos técnicos merecem elogios, depois de muita desconfiança e alguns jogos fracos, eles vem mostrando que são bons treinadores.

Na defesa sofremos um TD logo no inicio (o ataque adversário teve uma boa posição de campo, e não desperdiçou a oportunidade). Mas foi só isso no jogo inteiro, nossa defesa teve uma partida perfeita, gerou 4 turnovers, e dominou completamente o adversário

Freeman -  2INT, 1 sack, 3 passe desviado, 5 tackles, e foi o melhor jogador em campo.

Mathis – dessa vez nenhum sack, mas pressionou o QB e atrapalhou a execução do passe, sendo responsável pela interceptação de Freeman. E ainda forçou um fumble do RB adversário.

Bethea – excelente partida, a melhor dele na temporada.

O ataque também teve um excelente partida, enfrentou uma das melhores defesas da liga, e 
conseguia avançar bem pelo campo, aproveitou os turnovers gerados pela defesa, e não deu chance para o adversário.

Brown – melhor jogador do ataque, 10 corridas para 79 yds, e 1 TD (destaque para uma corrida de 51yds) e duas recepções para 31 yds e 1 TD( destaque para o TD, uma recepção de 33yds, foi a melhor jogada do dia, excelente chamada e execução do time)

G. Whalen -7 rec para 80 yds

Hilton – 5 rec para 52yds

Rogers - 4rec para 42yds


Excelente vitória, vai aumentar bastante a confiança do nosso time. Estamos indo para os playoffs e com nosso time cada dia melhor. Semana que vem enfrentamos os Jags, dependendo das combinações de resultados podemos ficar tanto com a segunda campanha da conferencia, como com a quarta (muito mais provável).

17/12/2013

VITÓRIA SOBRE OS TEXANS




Vencemos os Texans em casa neste domingo por 25 x 3. Foi um jogo fácil, em que jogamos bem no ataque, e na defesa, do inicio ao fim.

A OL manteve-se a mesma do ultimo jogo, porem Reitz saiu machucado, e Nixon entrou no seu lugar. Começamos com o ataque marcando um TD (não fazíamos TD no primeiro quarto desde o jogo contra os Broncos) em uma campanha muito bem executada. Pontuamos mais algumas vezes e depois apenas administramos o jogo.

G. Whalen- 4 recepções para 45 yds e seu primeiro TD na NFL.

TY. Hilton – apareceu novamente muito bem contra o Houston, foram 8 recepções para 78yds

D. Brown- antes de sair do jogo machucado, correu bem com a bola, 5 para 38yds.

T. Richarson – com a lesão de Brown, participou muito do jogo. Terminou o jogo com 19 corridas para 64yds, e 4 recepções para 38yds. Contando apenas os dois últimos jogos, é o 2° jogador do time em numero de recepções e yds recebidas (9 para 106yds).

P. Hamilton – bom jogo do nosso OC, boas chamadas.

Nossa defesa foi dominante o jogo inteiro permitindo apenas 3 pontos do adversário, gerando 3 turnovers, e conseguindo 4 sacks.

D. Butler- 2 INT (quase conseguiu mais uma) e um excelente jogo na secundaria

R. Mathis – conseguiu mais um sack que gerou um safety. Quebrou mais dois recordes do time 16.5 Sacks em uma única temporada, e 108 sacks com a camisa dos colts. Ambos eram de Freeney.

Safatys – depois de critica-los na semana passada, fizeram uma boa partida ontem.

O jogo estava tão tranquilo que testamos algumas jogas diferentes, como um fake punt, uma corrida com reversão com Rogers ( ambas não deram certo ), tentamos tb posicionar T. Richardson como WR em alguns snaps ( gosto de vê-lo recebendo cada vez mais passes, mas como RB! )


Melhoramos muito em relação aos últimos jogos, agora temos um jogo realmente importante no domingo, KC Chiefs fora de casa. Excelente hora para testar nosso time.  São nossos prováveis adversários nos Playoffs. Porem uma combinação de resultados ainda pode mudar as coisas, ainda podemos alcançar os Bengals do mesmo jeito que eles ainda podem alcançar Denver.


PS: vou deixar uma dica de filme aqui, “The book of Manning” é um documentário produzido pela ESPN, que conta um pouco mais da historia de uma das principais famílias da historia da NFL. Fala um pouco sobre Archie, Cooper, Peyton e Eli. É curto, tem cerca de uma hora de duração, mas vale muito a pena. Segue o link completo e legendado aos interessados.


Se alguém ver o filme, ou quiser outras dicas, deixa um recado aqui (ou no ultimo post que tiver no blog, fica mais fácil.) pelo menos pra mim saber se algm se interessou, ai continuo postando outros filmes.


11/12/2013

Título da divisão. Derrota para os Bengals.





Perdemos para os Bengals em Cincinnati por 42 x 28. Mas com a derrota dos Titans, somos o primeiro time a garantir o titulo da divisão. Bengals era nosso concorrente direto para ver quem se classificaria em terceiro na conferencia. Como perdemos, provavelmente ficaremos em quarto, e enfrentaremos KC Chiefs em IND na primeira rodada dos playoffs.

O jogo novamente teve momentos de altos e baixos no time. Começamos de novo muito atrás do placar, quando acordamos, não dava mais tempo. O filme é quase o mesmo, mas desta vez, vimos surgir uma esperança no ataque.

Começando pela defesa. Jogou relativamente bem no primeiro tempo. Não foi dominante, mas segurou o ataque adversário em apenas 7 pontos (os juízes marcaram mais 7 para o time da casa). Os juízes novamente erraram contra os Colts, um erro absurdo! 4ª pra 2yds e o TD para o ataque dos Bengals. Conseguimos o tackle que impediria o TD e daria a bola para nosso ataque, porem os juízes reverteram a marcação de campo, e deram TD para os Bengals. Fomos muito prejudicados, e não foi a única vez no jogo, e nem na temporada. Fomos para o vestiário perdendo por 14 x 0.

Depois do bom primeiro tempo da defesa, ela voltou do intervalo e jogou horrivelmente mal, não conseguia parar o ataque adversário em nenhum momento, terminou cedendo 42 pontos ao fim do jogo. E impossibilitando qualquer chance de virada.

K. Sheppard – gosto do jogador, mas fez uma falta que não da pra perdoar, conseguiu um TFL, e depois foi provocar e falar coisas na cara do adversário. E bem na frente do juiz, falta, e firstdown.

Safetys- parece que estão sempre atrasados na cobertura. Alias a secundaria todo vem muito mal. Todo time com um grande WR, faz um estrago na nossa defesa (A.J. Green foi o da vez)

Pagano- perdendo por 14 pontos, 7 minutos para o fim do jogo, 4ª pra 3, invés de arriscar, foi para o punt. Tem que arriscar mais, o jogo já está perdido. Se chutarmos, o adversário só vai gastar o relógio, e não teremos mais duas posses de bola. Não é a primeira vez que ele faz isso.

ATAQUE- H. Thornton machucado não foi para o jogo. J Reitz entrou no lugar. E por incrível que parece a OL melhorou, e muito, melhor jogo das ultimas não sei quantas rodadas. 0 sack. Espero que a OL seja mantida no próximo jogo.


O ataque começou muito mal como sempre, 0/6 em terceiras descidas, e 0 pontos no primeiro tempo. No segundo tempo, o time mudou, e começou a produzir muito bem no ataque. Pena que já era tarde. Mas pelo menos mostramos qualidade ofensiva, o que não mostrávamos desde a lesão de Wayne. Marcamos 28 pontos. Com grande partida de Rogers, e Brazill como WR.

Luck- um dos melhores jogos do nosso QB, 326yds 4 TDs e nenhuma interceptação.

D. Rogers- novidade no time e na NFL, e que novidade! 6 recepções para 107yds e 2 TDs. Não foi só isso que impressionou, ele também mostrou velocidade e que consegue criar separação entre com o CB. E o mais importante de tudo, ele não deixa a bola cair (diferente de DHB)

L. Brazill- 3 recepções 58 yds e 2 TDs. Destaque para o primeiro TD, em que pelo menos 6 jogadores adversários encostaram nele, e ele quebrou todos os tackles.

T. Richardson- 6 corridas para 20yds, e 5 recepções para 68yds, total de 88yds. Eu já tinha comentado aqui no blog, claramente ele precisa ser mais envolvido no jogo de passes, recebe muito bem, e é muito forte, raramente tackleado no primeiro contato.

D. Heyward-Bay- todo jogo tem pelo menos um drop vergonhoso. Não da pra confiar no jogador, deve virar o 4°WR do time.

T. Hilton- 2 recepções para 7yds. Desde a perda de Wayne, ele era praticamente o único WR do time, as defesas aumentavam a marcação sobre ele, e o anulavam do jogo. Agora com Rogers, talvez as coisas mudem e Hilton deve voltar a aparecer.

Mesmo perdendo, desta vez tivemos alguns pontos positivos, e alguns motivos para ainda termos esperança nessa temporada. Temos agora três jogos (incluindo o KC Chiefs) para correções no time. O mais importante, é que estamos nos playoffs. E la tudo pode acontecer.

Domingo enfrentamos o Houston Texans em Indiana, 16 horas.





02/12/2013

Vitoria sobre os Titans


Vencemos novamente os Titans por 22 x 15, e agora só uma catástrofe nos tira dos playoffs.

O time vinha mal e eram necessária mudanças, e elas aconteceram. Primeiro o time trouxe Chris Rainey para ser seu retornador. Ainda fez mudanças na OL, saiu #75 McGlynn para a entrada de #72 Linkenbach. Gostei da mudança, mas acho que Satele também deve ir para o banco, o próprio McGlynn poderia ser C, ou então bota logo o calouro #62 Holmes pra jogar e vemos do que ele é capaz.

Mesmo com a mudança, a OL foi horrível, não protegeu Luck, que sofreu 5 sacks, e nem abriu espaço para o jogo corrido.

Outra mudança foi a saída de Richardson e entrada de Brown, a imprensa e a torcida já estavam pressionando Pagano para essa mudança faz tempo. Não me agrada, o jogo corrido não funciona, e não é culpa dos dois. Ontem não funcionou de novo (tirando no ultimo drive). Antes do fim do ultimo quarto tínhamos apenas 23yds corridas no jogo, Brown com 9 tentativas para 12 jardas e Rich 5 pra 19. Ai no ultimo drive do jogo, conseguimos correr com a bola muito bem e a média de Brown melhorou, mas nosso jogo corrido continua muito fraco. Richardson já mostrou que recebe bem passes, o time deveria aproveitar mais isso, sem falar que nos bloqueios ele é muito melhor que Brown.

O ataque foi mal no jogo, praticamente não avançava em campo, Vinatiere foi acionado 5 vezes, convertendo as 5, e pra mim foi o melhor jogador em campo. Ficamos praticamente o jogo inteiro na frente no marcador, a única boa campanha do time foi a última. Gastamos o relógio, corremos quase 90yds com a bola, e terminamos com o TD que praticamente deu fim ao jogo.

A defesa foi muito bem, se o ataque não conseguia TDs, nossa defesa fazia sua parte e não permitia pontos do adversário, foram apenas 14 no jogo inteiro. Teve dificuldade para parar o jogo corrido, mas no geral foi muito bem.  Conseguiu  4 turnovers. ( 2 int C. Vaughn, 1 int Freeman, e um bola recuperada pelo Freeman em um Fumble forçado por Mathis). Vaughn ainda teve dois passes desviados.

Domingo que vem enfrentamos os Bengals, fora de casa. Confronto direto pra ver qm se classifica na frente na conferencia, e escapa do KC Chiefs na primeira rodada dos Playoffs.




29/11/2013

Derrota para os Cardinals e Pre jogo: Titans

Fim de semestre na faculdade fica mais difícil escrever aqui no blog. Vou fazer dois textos em uma postagem só.

Não consegui acompanhar o jogo inteiro dos Cardinals, também não perdi muita coisa.

Começamos como todos os jogos desde a perda de Wayne, ataque e defesa completamente dominados. Tomamos dois TDs de Fitzgerald, e outro em um passe que Luck forçou e acabou interceptado. Fomos para o vestiário perdendo por 27 x 3.

Segundo tempo eu não acompanhei, mas não conseguimos voltar ao jogo e perdemos por 40 x 11. Uma surra, e não foi a primeira.

Estamos jogando muito mal, principalmente no primeiro tempo. Se somados o primeiro tempos dos quatro últimos jogos, estamos perdendo por  93 – 9 ou algo muito parecido com isso. A divisão (que é muito fraca) estava encaminhada, mas jogando nesse nível, tudo pode acontecer. Algo tem que mudar no time, e urgente.


Titans, domingo 16h. Indiana.

Precisamos vencer para acabarmos de vez com as chances dos Titans.

Acredito que como no ultimo jogo entre as equipes, a chave do jogo será o jogo corrido, tanto no ataque, quanto na defesa.

Temos q parar CJ, principalmente o LG Levitre, que é responsável por abrir o maior buraco para o RB correr. Conseguindo isto, as chances de sucesso da defesa, aumentam muito.

No ataque, se corrermos com a bola, tiraríamos uma pressão das costas de Luck, e abriria mais espaço na secundaria. O time esta com muita dificuldade na conversão de terceiras decidas, Wayne fazia muito bem essas rotas curtas, e era o principal alvo. Sem converter terceiras decidas, não teremos chances no jogo. Deveriamos tentar mais passes curtos pelo meio, gostaria de ver Richardson recebendo mais passes assim. Fleener deve aparecer bastante no jogo novamente.